terça-feira, 30 de julho de 2013

O remodelável...


 
... veio da outra banda do oceano para ser ministro da economia de um país com a economia gasparizada, só porque um PM leu o seu blogue e gostou de algumas das suas ideias neoliberais. Sem experiência, sem aparelhos partidários por detrás, sem compadres a baterem-lhe nas costas, sem institutos ou instituições protecionistas que o acolhessem na hora da despedida, teve como cognome desde o 1º dia "O remodelável". Não que tivesse pinta de má pessoa, mas não foi, certamente, um bom ministro, porque para tal não estava preparado e também porque não o deixaram, contudo, na hora da despedida teve mais encanto (como diz o fado!), deixando uma boa acção: chumbou definitivamente o contrato de aquisição dos torpedos para os submarinos comprados em 2005 pelo actual vice primeiro ministro Paulo Portas, então ministro da defesa, que se veio a revelar outro lixo tóxico - prejuízos na ordem dos 35 milhões de euros. Isto porque as porcarias dos acordos que se assinam e que só servem para varrer para baixo do tapete as ignomínias de uns e outros é no que dá! até porque pagam sempre os mesmos!.... quanto à justiça, essa gaja...além de andar vendada, também anda vendida!...

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Álvaro já está a escrever um livro sobre estes dois anos de governação, que deverá sair lá elo Natal.
Nunca fui à bola com o homem, mas o que ali escrever será determinante para avaliar o seu carácter.