segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A incompetência!....


Neste desgraçado país, a incompetência chegou aos limites. A justiça não funciona, o ensino está a menos de meio gás e, quanto à saúde é bom que se consiga conservá-la. Somos dos que pagamos mais impostos e mais elevados na Europa, e os direitos cada vez são menos. Mas a despesa aumenta, sabemos todos com o quê!!!... Se o Coelho não viesse para o desgoverno habituado a trabalhar à sombra de compadres, entenderia que numa empresa privada não se pode ter um sistema informático sem funcionar durante meses, esse prejuízo seria incomportável para o empresário e o responsável pelo sistema seria corrido por incompetência . Se nessa empresa necessitassem de contratar pessoal especializado e não o conseguissem, o responsável pelos recursos humanos seria banido dos quadros. Isto se fosse numa empresa privada. Mas no Estado que todos pagamos, pode-se admitir a incompetência e tolerar a permanência de responsáveis que nada produzem, para além de reformas dúbias e concursos fraudulentos. Desde o dia 1 de Setembro que os cidadãos estão sem direitos assegurados, com o País em estado de citius, logo, a Constituição da República não está a ser cumprida. Igualmente, a 1 de Setembro os docentes deviam estar colocados para, atempadamente, assegurarem o início do ano lectivo. Estamos a 13 de Outubro e não houve milagre de Fátima. Milhares de alunos continuam sem professores, os concursos continuam engatados - com um docente a receber 75 colocações, pasme-se!, e outros a serem colocados em 2 ou mais horários/escolas. Famílias a receberem ameaças de despedimento porque não tendo a quem deixar os filhos se vêem na necessidade de ficarem com eles em casa, e docentes exaustos com esta incompetência/ignorância/ignomínia e, mais uma vez a Constituição da República a não ser cumprida no que ao ensino público diz respeito. Infelizmente, os sindicatos andam adormecidos e, muitos sindicalistas a viverem à sombra da bananeira, em vez de comunicarem estes crimes contra os Direitos Humanos ao respectivo tribunal Europeu!...
Quanto ao "presidente" desta empresa ranhosa que se chama Estado, que lidera uma equipa a que se chama (des)governo, se corresse com os ministros responsáveis por este descalabro seria a constatação da incompetência generalizada dessa equipa, que contratou "especialistas/aparelhistas" recém licenciados a ganharem brutais vencimentos e que, por inexperiência não percebem um cú de nada. Estamos, assim, entregues a cabeças de caca, a corruptos, a compadrios, a mafiosos que nos lixam e a quem pagamos principescamente para o fazerem.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O Coelho está-se nas tintas para o país e para os portugueses. Quer é governar a vidinha dele.